12 de maio de 2014

Ontem

Foi esse o motivo da minha tristeza, nem tão inesperada, de ontem a noite: o próprio ontem.
Por ter marcado um encontro com aquelas fotos de 2012, me deparei também com muitas das coisas que perdi pelo caminho. Caí, em seguida, num estado de perturbação que me motivava a construir um quadro mental de 5 itens do meu passado que gostaria de resgatar:
1) Já fui mais comunicativa;
2) Tolerava por menos tempo coisas que evidentemente são prejudiciais;
3)
4)
5)

Alguns pensamentos simplesmente não são tão conscientes assim. O que me deixa triste, na verdade, é saber que características boas minhas talvez se percam,  mal sei quais são elas e, realmente, não sei como impedir ou dificultar esse processo. Não me esqueço que a mudança é algo natural, bem sei que melhorei na maioria dos aspectos, amadureci. Contudo, o que sinto não é simplesmente nostalgia, mas sim, uma vazio, uma falta... Uma decepção em admirar meu eu antigo e não entender o porquê de admirar esse novo.