5 de maio de 2013

Desabafo e mágoa

Te perdoar não é fácil. Não nego: as vezes penso que ficou para trás. Porém, quando lembro de novo sobre o que senti após aquilo, sei que não está tudo bem. Querer chorar ao repensar aquele momento não é "tudo bem". Como eu queria que você soubesse... Como eu queria queria que você, ao menos, tivesse ideia. Me dá um nó na garganta.
Você se rebaixou tanto e sente orgulho de tê-lo feito. Desejo em segredo que, algum dia, você se envergonhe. O problema é que não compreendo o que passou pela sua cabeça, afinal, quem você pensa que é? O que fez você se sentir com esse direito?  "Não suporto que me desafiem"... É mesmo? E eu não suporto sua intolerância, essa ilusão de grandeza e de ser especial.
Na verdade, queria te contar que, para mim, você é pouco. E, de mim, você conseguiu muito pouco. Isso tudo porque você me mediu errado aquele dia. Queria te lembrar que as únicas pessoas que podem encostar o dedo em mim são meus pais e nem eles o fazem.
Por que é que você simplesmente não entende? Posso dizer que não há confiança, não boto a mão no fogo por você e, se me perguntarem de preferência, não é seu nome vai sair da minha boca. Queria te falar que, de mim, você provavelmente não merece. Você quebrou o que era nossa ligação. Mesmo hoje em dia, é difícil encaixar os pedaços e encontrar os que ainda estão desaparecidos. E será que dá para encontrar? De vez em quando não percebemos que uma ação nossa pode marcar uma pessoa por muitos anos.
Não quero te desejar mal, quero crescer como pessoa. Espero que você tenha crescido. 

Mágoa
s.f. Dor.
Sentimento de tristeza, pesar; desgosto.
Ressentimento.

6 comentários:

  1. Ai Dani esses dias eu estou com emocional tão abalado e você escreve um texto desses.
    Pelo nosso tempo de amizade, nossas confidências, coincidências da vida eu tenho quase certeza que sei pra quem é esse texto e te digo o seguinte.
    Eu sei exatamente o que você sente, pra você é mais difícil o perdão por causa da convivência diária, eu só acho que perdoei, a mágoa acabou mas confiar eu não vou confiar nunca mais.
    Admiro ela em outros aspectos como no profissional e torço por ela, mas torço também pra ela nunca fazer com ninguém o que fez comigo. Acho que ela cresceu, eu cresço a cada dia e você também flor.
    Qualquer coisa grita ta?
    Tô aqui!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei bem coincidência você me perguntar de textos novo e eu ter sentido vontade de desabafar justamente sobre isso. Sim, você entendeu pra quem é e sabe, também, como que é essa situação.
      Obrigada pelo comentário flor, são coisas complicadas mas a gente vai se ajudando! Um beijo!

      Excluir
  2. Independente da decepção, é preciso manter a verdade com a gente mesmo. Se você consegue essa proeza, é mais fácil confiar em outras pessoas de nossa espécie.

    O mundo bebe da sua dor se você oferecer um copo.

    ResponderExcluir
  3. Acho difícil perdoar mágoas como esta que você citou. Acho que as vezes a lembrança adormecida faz parecer que conseguimos esquecer, mas logo a ficha cai e vemos que a dor e o ressentimento ainda estão lá constantes.

    Jhosy

    http://meninamsicaeflor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Muito obrigada, Daniella!... Gostei imenso do teu comentário :)

    Em relação ao teu texto, parece-me que estás a passar por uma fase menos boa, por isso desejo-te muito força e energia para a ultrapassares o mais rapidamente possível!...

    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Essas coisas marcam a gente demais. Marcam tanto que eu me vi no teu texto. Eu senti a dor que tu sentiu, sabe? Talvez nem tenhamos passado pela mesma situação, mas quando se trata de mágoa, acho que isso é o de menos. Infelizmente, a ferida sempre estará lá, mas cabe a nós sabemos se vamos manter o dedo em cima dela ou não.
    Beijinhos

    Hipérboles
    @hiperbolismos

    ResponderExcluir

Críticas são sempre bem vindas, comentem a tragédia (ou não).